Ânimos renovados - Vamos Lá

Queridos artistas no escuro, como vão?


Já faz algum tempo desde a última vez. E já começo cumprindo com uma (quase) promessa que fiz a vocês: Trazer coisas boas, como novidades! Acontece que meu mais meigo amigo, Dominic - logo que quase desisti de procurá-lo - acabou sendo encontrado. Foi assim, vimos em um dos grupos de "animais perdidos" - um dos quais publicamos a situação - nos marcou em uma foto de um gatinho sendo doado (sim, alguém estava doando o meu gato!), bom fomos e o adotamos (novamente) com o maior prazer! E lá estava ele com seu rabo comprido e seu miado ardido. Só aí o mês já encerrou de uma maneira melhor.


Ai, o que mais lhes conto? Bom, aí vem uma grande confidência e tem relação com o trabalho - é que, depois de um ano e sete meses, finalmente, estou prestes a finalizar meu primeiro livro (escrito descentemente, já terminei alguns nas coxas). Bom, no caso desse meu livro bem escrito - ou pelo menos a tentativa disso - faltavam ainda muitas edições, a primeira foi feita - logo que terminei de bolar a história toda - por uma grande amiga (e minha leitora beta oficial), depois pela minha mãe - professora de Português - depois pelo meu companheiro e muitas - MUITAS - edições foram feitas por mim. E aí, depois disso tudo, ele foi lido e relido (por mim) e quase lido - acredite, é difícil convencer um amigo ler e engajá-lo - por alguns amigos - alías, um parênteses pra vocês aqui, se um dia se comprometerem em ler um livro de um amigo de vocês, pelo amor dos meus filhinhos (gatos), LEIAM! E, principalmente, comentem alguma coisa, nem que seja pra dizer que odiaram a história - Enfim, depois disso tudo, meu livro foi lido somente agora, e sofreu uma repaginada boa, perdendo quase 100 páginas.


Agora, falta mesmo uma última coisa, uma última revisão (desculpe se você pensou que estaria pronto hehehe). Praticamente está concluído, mas acho importante fazer isso ainda mais uma vez. Inclusive, gente minha, já ganhou até uma tradução pro Inglês (feita no capricho, pela Andressa), então agora estamos podres de chique, meu livro e eu. No caso a obra tem até dois nomes, "Pegadas na Areia" e "Footprints". E só quero dizer mais uma última coisinha, eu to feliz demais com esse resultado. Nessa semana só me veio à cabeça, coisas do tipo:


"Terminei um projeto meu..."


"Caramba, isso saiu MESMO da minha mente!"


"Dei vida a um monte de gente, criei vários personagens."


Cara, de tudo que eu sei que esquecer dos meus momentos felizes, quando se trata de coisas boas, saber que finalmente, cheguei onde queria com essa história, me deixa simplesmente feliz demais - isso, é provável de que nunca me esqueça. ME dá forças pra ir em frente com os outros projetos que tenho, e me ajuda a reduzir o meu "boicote interno", fazendo com que eu me sinta menos inútil e incomodada com minhas escolhas no decorrer da vida. TERMINEI O BENDITO DO LIVRO!


E sabe do que mais? Tenho mais dois livros "firmes" sendo escritos. Aguardem só, vou compartilhar um pouco do processo por aqui, um deles vai ser até ilustrado (bom num sei, já lhes disse, sou um pouco ruim em cumprir promessas).


Bom, por hoje é isso, por enquanto sigo na escrita, pois é ela que me ajuda a cuidar e por pra fora meus monstros - transformando-os em algo bom - e é assim que me despeço de vocês, caros artistas, já pensando, quando será o próximo dia em que poderei vir aqui e lhes contar boas novas outra vez.


Um abraço (bem apertado) de palavras.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo